terça-feira, 6 de julho de 2010

Diferença. Essa é a única palavra que me assemelha ao mundo. De contraditório possuo apenas o pensamento de ontem, que sem dúvidas é completamente desfigurado do meu raciocínio atual. Eu tentaria aqui, dizer-lhes o que ouço ou simplesmente citar qualquer coisa que aparentemente pudesse definir-me...Em vão seria, eu afirmo. E mais ainda: Confesso minha inteira incapacidade de auto-descrição. A verdade é que carrego em mim apenas o que eu não sei, o abstrato, o mutável. Poderia eu definir-me uma assassina, uma santa, um anjo ou um demônio, uma flor, um espinho, uma pétala, uma pedra? Não. Porque não sei exatamente se em meio ao amanhecer da tarde, ou ao entardecer da noite eu mataria ou eu rezaria, eu daria bons conselhos ou induziria ao pecado, eu teria um perfume agradável ou perfuraria uma mão inocente...Caíria ao chão e demonstraria todo meu lado sensível ou simplesmente poderia contrapor toda a minha insensibilidade e esmagar a pétala que existe em mim. Assim sendo, carrego uma parte que destroça todo tempo, que vai desconjuntando, desunindo e emoldurando-se novamente segundo em segundo...e então no pensamento mais inocente e simples eu tento imaginar-me como uma câmera fotográfica, que nada emite senão o som que permite a certeza de mais uma imagem capturada, que nada espera senão uma visão diferente a cada disparo, que nada exige senão uma interpretação - seja ela qual for - de todos os outros e que não se preocupa com as multi opiniões ao seu respeito, só espera que possa ter de novo e de novo a oportunidade de mais uma imagem, mais uma abertura para ampliar sua lentes pelo infinito.

3 comentários:

Italo Stauffenberg disse...

O layout do blog tá muito legal...

De São Luís?

Bem legal encontrar gente da minha terra no blog!

Abraços...

Vou seguir aqui...

Passa lá no meu http://manuscritoperdido.blogspot.com

Abraços

Camilla disse...

concerteza amiga vc e muitas pessoas são td isso prq agente passa por cada momento q se tornamos um pouco de cada coisa uma pedra, uma rosa,....

Italo Stauffenberg disse...

Opa, obrigado pela presença e por me seguir.

Volte sempre!

se é da ilha vai ter apreço maior por mim!

meu layout bom? o teu é mil vezs melhor...

amo essa parada de história!

até fazia na uema mas tranquei!

agora tô na ufma!

hehehehe

Postar um comentário

 
;