quarta-feira, 30 de junho de 2010

Experiência




Aprendizado


Talvez um dia eu tenha mesmo acreditado em para sempre, em continuação no dia seguinte, em compromissos inventados de última hora para fortificar uma desculpa, e até mesmo me encantado ridiculamente com uma SMS bonitinha com frases feitas...Principalmente com o velho clichê de esquina : ''vou morrer por você''. Mas esse passado já mostra-se tão distante quanto a incrível ingenuidade que um dia esteve tão perto, perseguindo-me. Correndo atrás de mim quase sem querer deixar-me, habitando dessa maneira em meu ser até o presente momento - apesar de aos cacos - penetrando tão machucada e experiente epiderme. Acontece que depois que acorda, depois que você levanta da cama e observa o primeiro feixe de luz invadir seu quarto escuro e sutilmente introduzir-se em seu olhar mórbido e frígido, você passa a pensar completamente diferente do que provavelmente pensou no dia anterior...até o ângulo das fotografias espalhadas pela parede e pelos porta-retratos que cobrem o seu criado mudo são analisadas de outro jeito, inevitavelmente toda a beleza se esvai e os sonhos são ligeiramente transformados em obras fauvistas repletas de cores improváveis...sendo assim substituídos por dúvidas que talvez nunca tenham perfeita resolução...O desespero toma conta dos seus sentidos e não mais que de repente você indaga : ''O que diabos está acontecendo, quando o espetacular mundo escapou de mim, não dando tempo sequer de perceber sua fuga'' A resposta emerge tão bruscamente quando o questionamento :''Escapou a ingenuidade, dando lugar a experiência e a lucidez, porque aquela, exacerbada, nos torna nada mais que utopia avulsa ao controle alheio.'' Partindo assim em direção ao banheiro, pegando a escova de dentes ainda atordoado pela sensação intrínseca de sono e angústia,você sente uma vontade egoísta de usar tal aprendizado para ensinar cruelmente alguém ingênuo, assim como um dia você mostrou ser...Sendo assim,uma tentativa de observar no sofrimento inocente de outro, o alívio momentâneo de seu pesar eterno.


Talvez agora eu faça mesmo alguém acreditar em para sempre, e diga que vou continuar aqui no dia seguinte...e até invente um compromisso de última hora para ter que evitar...Talvez eu mande uma SMS bonitinha com frases feitas esperando um brilho imaculado em algum olhar e até prometa da forma mais covarde possível : ''morrerei por você se preciso for.''

2 comentários:

Yarah Marla Saraiva Rolim disse...

gostei do texto. o pouco de sentimentalismo dá um toque de leveza. *-*

mariana s , disse...

também adorei o post, já estou seguindo *-*

Postar um comentário

 
;